Plano de comunicação: os 4 erros que as empresas mais cometem

Plano de comunicação: os 4 erros que as empresas mais cometem

Ter um plano de comunicação bem estruturado é muito relevante para as empresas. Afinal, nesse documento devem constar estratégias de marketing, relações públicas, assessoria de imprensa, endomarketing, entre outras áreas que estão debaixo do grande guarda-chuva dos processos comunicacionais.

Devido a tamanha importância do documento e das ações dele oriundas, cometer qualquer tipo de erro, por menor que seja, pode ser fatal. Foi por isso que listamos as falhas mais comuns de serem encontradas em um plano de comunicação.

Siga a leitura e veja quais são os erros que você jamais pode cometer ao planejar a comunicação da sua empresa.

1. Falta de análise e perspectivas de mercado

Engana-se quem pensa que um plano de comunicação deve envolver apenas questões relacionadas à empresa. É preciso fazer também um estudo completo de mercado, uma vez que existem inúmeros fatores que podem recair sobre a organização por conta do cenário em que ela está inserida.

A política e a economia, por exemplo, são áreas que não podem ser negligenciadas. Afinal, se o poder aquisitivo de compra do seu público-alvo cair, por exemplo, o rumo das estratégias de comunicação precisarão ser redefinidos.

2. Mal dimensionamento do orçamento

A direção das empresas costuma definir uma verba semestral ou anual para o departamento de marketing e de comunicação, porém não diz como os valores devem ser investidos. É preciso que os planejadores tenham o discernimento adequado para fazer um bom dimensionamento das verbas repassadas pela empresa.

De nada adianta pagar muito dinheiro para ter um anúncio no horário nobre da TV aberta se o seu público for extremamente nichado e mais bem alcançado com ações de marketing de conteúdo, por exemplo.

3. Foco no público errado

Todas as ações de comunicação devem ser focadas em um dos públicos-alvo ou personas da empresa. Porém, é preciso lembrar que uma mesma organização pode atender pessoas com estilos de vida ou características completamente diferentes.

Por isso, cada ação especificada no plano de comunicação precisa ser bem detalhada, com foco no público-alvo correto.

4. Escolha incoerente dos canais

A escolha dos canais é muito importante, independentemente do público com quem se estiver falando. Na comunicação interna, por exemplo, abandonar completamente os canais físicos, como cartazes, jornais impressos e murais, pode não ser uma boa alternativa para organizações muito tradicionais, que podem ter colaboradores que não têm o hábito de acessar a internet.

Nesse caso, se a empresa optasse por enviar os comunicados por meio de newsletter, por exemplo, poderia estar deixando de fora dos avisos uma parcela considerável de seus profissionais.

Como você pode perceber, o plano de comunicação é bastante abrangente e cometer erros, por menor que eles sejam, é muito prejudicial para as empresas. Por isso, contar com uma agência parceira que tenha a expertise para desenvolver esse trabalho é essencial para minimizar e eliminar todas as falhas.

A Interface Comunicação pode ajudá-lo a elaborar planos de comunicação de qualidade. Afinal, temos profissionais muito competentes em nosso quadro e mais de 25 anos de experiência na área. Entre em contato conosco e saiba mais sobre os nossos serviços!

Relacionado

No Comments

Post A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.