Onde está o potencial de um blog corporativo?

Por: Rejayne Nardy  via Minas Marca

RejayneBlogs já não são novidades no meio on-line. Eles surgiram há aproximadamente duas décadas e se expandiram em forma de diários virtuais. Logo depois, tomaram lugar de muitos sites por permitirem uma comunicação direta, ágil e informal. O mesmo tipo de comunicação que encontramos em praticamente todas as ferramentas virtuais que utilizamos diariamente. E essa talvez seja a explicação ao fato de os blogs continuarem evoluindo num ambiente tão cheio de novidades. Foram eles que emprestaram seu conceito à maioria dos novos sites, redes sociais e aplicativos que conhecemos atualmente. Clássicos, os blogs continuam sendo a ferramenta ideal para um diálogo aberto e para a troca de boas ideias.

Uma novidade que tem gerado bons debates diz respeito aos blogs corporativos e o potencial da ferramenta para criar diálogos com clientes de forma mais dinâmica. A maioria das empresas ainda está aprendendo como utilizar esse canal e um dos principais desafios continua sendo a necessidade de enxergar que a solução estabelece uma via de mão dupla, em que a sintonia entre o que a empresa comunica e a informação que os clientes desejam é a chave do sucesso.

É comum vermos empresas lançando blogs sem pensar bem sobre o que querem compartilhar. Isso acaba levando a cair na armadilha de tornar o canal um simples espaço de publicação de notas institucionais e promocionais. Trazendo esse exemplo para o universo dos diários virtuais, é como se uma pessoa que admiramos e seguimos criasse um blog e divulgasse ali apenas notícias sobre os prêmios que recebe, sobre suas qualidades pessoais ou profissionais. Em muito pouco tempo, aquelas informações deixariam de atrair nossa atenção e se tornariam repetitivas.

Ainda nesse contexto, vemos também que, além de não refletirem com profundidade sobre o que estariam aptas a dialogar com seus clientes, as empresas deixam de delegar essa função para pessoas ou outras empresas que estão motivadas e qualificadas para escrever sobre os assuntos escolhidos e que conhecem os interesses dos clientes.

É irônico ainda falharmos tanto na escolha e disseminação de conteúdo, quando o cuidado com a mensagem é sempre o primeiro item que nós, profissionais de comunicação, tratamos nos projetos que desenvolvemos. Reconhecemos que a comunicação mudou, que os consumidores mudaram, mas agimos como sempre agimos: passando mensagens que não geram as trocas que nossos clientes esperam.

Não existem dúvidas sobre o potencial de um blog corporativo como canal de diálogo. As dúvidas que ainda existem são sobre o potencial da nossa mensagem. Justamente as dúvidas que não deveríamos ter.

* Rejayne Nardy é gerente de Marketing e Comunicação da ALE Combustíveis.

Fonte Minas Marca

RelatedPost

No Comments

Post A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.