médico com um mouse de computador

5 dicas de marketing médico para empresas e profissionais da saúde

Com o aumento do nível de exigência dos clientes e a alta competitividade em todas as áreas do mercado, os investimentos em propaganda e merchandising cresceram substancialmente nos últimos anos. Porém, por questões éticas e históricas, o marketing médico ainda era pouco aproveitado.

O fato é que essa realidade vem mudando e as empresas e profissionais da saúde têm percebido que ações estratégicas podem não apenas melhorar os resultados de um negócio, mas também educar e elucidar a população.

Preparamos para você 5 dicas de marketing médico para não errar a mão. Quer descobrir? Então confira esse conteúdo!

1. Fique por dentro das regras do CFM

O primeiro passo para fazer um bom marketing médico é conhecer as determinações que o CFM (Conselho Federal de Medicina) definiu sobre o tema. Por meio da resolução 1974/11 do ano de 2011, também conhecida como Manual de Publicidade Médica, algumas regras e normas foram estabelecidas.

Em suma, trata-se de uma limitação ética nas formas de divulgação. Os médicos podem, por exemplo, divulgar seus títulos de especialistas, seu número de registro e até participar de programas televisivos, desde que tenham a finalidade de disseminar conhecimento para os leigos. Ações que visam a autopromoção são terminantemente proibidas.

2. Defina seu público-alvo

Agora que você já conhece as determinações do conselho para o marketing médico, é importante definir qual será o público-alvo da sua divulgação. Conhecendo as necessidades e demandas dos seus pacientes, você poderá adotar as estratégias certas e aumentará as suas chances de sucesso.

Uma boa maneira de fazer isso é observando o seu banco de dados. Observe alguns fatores, como o local de moradia, idade média e gênero predominante. Assim, você pode direcionar mais as ações e tornar o merchandising muito mais efetivo.

3. Invista em um bom website

Atualmente, é praticamente impossível pensar em alguma estratégia de marketing que não envolva um bom site. A maioria das pessoas usa a internet para fazer pesquisas e buscar referências, tanto sobre uma clínica quanto sobre um profissional de saúde, e você pode usar a sua página para divulgar conteúdo relevante para o público.

Para que o seu site seja encontrado pelos usuários, porém, é preciso estar bem posicionado nos mecanismos de busca, como o Google, o Yahoo e o Bing, por exemplo. Por isso,  além de investir em técnicas de SEO (Search Engine Optimization), pode ser bem interessante contar com a ajuda especializada de um designer.

Além disso, é primordial ter um aspecto que passe credibilidade e segurança, mas sem abusar de recursos muito rebuscados ou que compliquem a navegação. Nesse contexto, criar uma identidade visual também é fundamental.

4. Conte com uma assessoria de imprensa

Contar com uma boa assessoria de imprensa também pode ser de grande valia para divulgar sua clínica ou consultório. Esse serviço pode oferecer soluções interessantes para fortalecer a imagem profissional, melhorar o relacionamento com os clientes e gerar novos negócios por meio de projetos de comunicação.

No meio digital, essencial nos dias de hoje, a assessoria pode contribuir com o gerenciamento de mídias e blogs, que são uma das melhores formas de atrair novo público em praticamente qualquer segmento do mercado.

5. Marque presença nas redes sociais

Não dá para deixar de marcar presença nas redes sociais! Pessoas de todas as idades utilizam essas mídias, o que faz com que sejam muito importantes na hora de divulgar qualquer tipo de serviço especializado.

O Facebook, por exemplo, permite a criação de uma fanpage profissional. Já o Instagram é mais focado para fotos e vídeos, mas também pode ser interessante para divulgar conteúdos sobre saúde. Para quem quer conferir um ar de modernidade, o Youtube pode trazer excelentes resultados.

Essas são as principais dicas de marketing médico para empresas e profissionais da saúde. Colocando-as em prática da forma adequada, você ganhará destaque em seu setor e perceberá um relevante aumento no interesse das pessoas e da própria mídia.

Nesse contexto, contar com uma assessoria de imprensa pode ser de grande valia para melhorar o relacionamento com o público, gerenciar redes sociais, fortalecer a imagem e gerar negócios por meio de projetos de comunicação.

Ficou surpreso com essas dicas de marketing médico? Conte pra gente nos comentários o que você faz para divulgar seus serviços!

Relacionado

No Comments

Post A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.