Como usar a comunicação para motivar e engajar alunos de uma Instituição de Ensino

Captar o interesse e motivar alunos em sala de aula tem sido uma tarefa cada vez mais difícil para os docentes. Hoje, o professor precisa competir com redes sociais e conteúdos digitais que estão sempre ao alcance dos estudantes, e proibir o uso dos smartphones mostrou-se uma atitude inviável que só afasta o educador do seu público.

Tendo isso em vista, o educador deve procurar formas de utilizar o meio digital para contornar o problema. Afinal, a internet tem o poder de aproximar o professor e motivar alunos a interagir com o conteúdo, promovendo uma experiência benéfica ao aprendizado.

Melhorar a forma de comunicação com a classe também aumenta as chances de captar a atenção dos estudantes. No post de hoje, separamos algumas dicas para motivar e engajar os alunos na sala de aula. Confira:

Esteja aberto a diálogos

Boa parte dos alunos perde o interesse em determinado assunto porque não tem espaço para expor seu ponto de vista. Nesse contexto, cultivar um meio que permita aos alunos dividirem sua opinião com os demais ajuda a aproximá-los e manter a atenção no conteúdo.

Uma boa forma de instigar o diálogo é promovendo debates e atividades que envolvam argumentação. Você também pode se utilizar das pesquisas de satisfação anônimas para entender o ponto de vista dos estudantes.

Utilize os meios digitais para motivar alunos

Em vez de competir com a internet pela atenção dos alunos, é possível utilizar as vantagens dessa tecnologia em sala de aula.

Criar uma página da instituição de ensino em redes sociais, assim como grupos de sala no Facebook ou WhatsApp, por exemplo, promovem maior interação dos alunos e, consequentemente, maior engajamento com as aulas e com a instituição em si.

Além disso, é possível transferir conteúdos de forma muito mais simples e econômica por meio de plataformas como o Dropbox e o Google Drive.

Destaque os pontos positivos

Incentive os professores para, sempre que possível, elogiar um traço positivo de sua classe, como o dinamismo ou a receptividade. Isso irá gerar empatia dos alunos em relação ao educador, tornando os alunos mais motivados a receber conteúdo em sala de aula.

Ao destacar traços negativos, o professor acaba gerando o efeito contrário e afasta a classe. Por isso, é importante ter paciência para evitar descontentamentos.

Evite generalizações

Nenhum aluno é igual ao outro. Ao se utilizar de generalizações, o educador faz com que o aluno perca sua identidade e, consequentemente, o interesse na aula. Uma forma de motivar alunos é sabendo seus nomes, individualizando-os e procurando o melhor meio para destacá-los.

É saudável que, ao preparar atividades em grupo, seja permitido que os alunos se agrupem de acordo com suas afinidades, pois, ao deixá-los confortáveis, ficam também mais sujeitos a se dedicar a uma tarefa.

Mantenha o cronograma em dia

Ao preparar a agenda da disciplina, é importante que o educador deixe tudo claro para os alunos, mapeando o conteúdo que será abordado e permitindo que eles saibam todo o percurso de ensino.

É recomendável que todos se mantenham sempre atualizados sobre os eventos e, caso atrase algum conteúdo, sejam comunicados o quanto antes. Dessa forma, os próprios alunos terão tempo para se preparar, evitando qualquer tipo de frustração.

Seja dinâmico

Essa dica é fundamental. Com cada vez mais acesso à internet, os alunos tendem a ter muitas informações disponíveis o tempo todo, podendo selecionar o que os interessa e descartar o que não é interessante — e o mesmo ocorrerá com as aulas.

É importante que as aulas sejam sempre dinâmicas, o que pode ser feito com a ajuda de materiais alternativos, como imagens e vídeos. Mantenha o fluxo de informação de forma leve e clara. Às vezes, é interessante diminuir o uso de termos técnicos para facilitar o entendimento e humanizar o assunto.

Tenha em mente que novas tecnologias estão sempre surgindo e podem ser benéficas ao ensino quando aliadas a estratégias de comunicação. Tudo depende da forma como são utilizadas. Portanto, é importante que se indique possibilidades aos professores.

E você, gostou de nossas dicas para motivar alunos? Tem mais alguma sugestão que não citamos aqui? Conte pra gente nos comentários e ajude nossos leitores a engajar ainda mais a sala de aula!

Relacionado

Sem Comentários

Escreva um Comentário