Quais fatores compõem a reputação e a imagem empresarial?

Quais fatores compõem a reputação e a imagem empresarial?

Todo e qualquer tipo de interação que alguém tem com uma organização contribui para a formação da imagem empresarial, ou seja, a percepção que a opinião pública tem sobre a empresa ou marca.

É por isso que a comunicação da empresa, por meio de ações de relações públicas e assessoria de imprensa, desenvolveu estratégias para promover a boa imagem da organização perante todos os seus públicos. Além disso, essas áreas devem trabalhar para a correção de erros, situações de crises e de repercussão negativa.

Existe, ainda, uma série de fatores que compõem a imagem e a reputação empresarial, sendo muito relevante que os responsáveis pelo marketing e pela comunicação estejam atentos a eles. Veja quais são nos tópicos a seguir.

Identidade visual

Embora, muitas vezes, o termo identidade visual seja incorretamente limitado ao logotipo da empresa, esse conceito é muito amplo. Trata-se de todo o conjunto de cores, da tipografia e dos elementos gráficos que são utilizados em qualquer peça de comunicação da empresa, seja no ambiente off-line ou on-line.

A fachada da empresa, as folhas timbradas, os cartões de visitas, o site, o blog, as páginas nas redes sociais, os uniformes dos colaboradores, entre outros itens, devem sempre seguir um padrão visual, que deve ser desenvolvido com base em estudos de branding que envolvem o perfil de público e a cultura da organização.

Tom de voz da marca

Assim como as pessoas, todas as empresas têm uma personalidade, ou seja, um tom de voz, que deve ser levado em consideração em todas as comunicações realizadas com os públicos, por meio de posts nas redes sociais, no atendimento telefônico, em encontros presenciais, etc.

Além disso, existem algumas marcas que personificam tanto o seu tom de voz que acabam criando personagens para interagir com o público. É o caso do pingüim, do Ponto Frio, e da vendedora virtual Lu, do Magazine Luiza.

Posicionamento de mercado

A maneira como a empresa se posiciona no mercado também define a sua imagem empresarial. Desse modo, existem três estágios de posicionamento: assertivo, assimilativo e absortivo.

O estágio assertivo ocorre quando a marca comunica aos públicos o seu ponto de vista. O assimilativo, quando há o diálogo entre as partes, e o absortivo, quando as empresas já têm um posicionamento que faz parte do dia a dia dos consumidores.

Relacionamento com os públicos

Não são apenas os clientes que devem ser impactados pela imagem empresarial, mas, sim, todos os públicos de interesse da organização, como funcionários, fornecedores, comunidade em que está inserida, etc.

As atividades de relações públicas devem envolver todos esses públicos estratégicos, que recebem o nome de stakeholders.

Envolvimento ou não em mídia negativa

Por mais cuidado que se tenha, é normal que, em algum momento, a empresa se envolva em alguma polêmica ou situação negativa na mídia, como quando se torna público algum problema causado a um cliente por um produto ou serviço da organização.

Quando isso acontece, para que a imagem não seja prejudicada, é preciso que a equipe de gerenciamento de crises tenha uma carta na manga e haja imediatamente para contornar a situação.

Zelar pela imagem empresarial, bem como a reputação da marca, é muito importante para qualquer organização e pode afetar diretamente o setor de marketing. Afinal, de nada adianta fazer boas campanhas se a imagem da empresa estiver arranhada.

Gostou deste conteúdo? Então, compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso a essas informações.

Relacionado

No Comments

Post A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.